Blog

Como escolher o prestadores de serviço para sua obra

Publicado em 19/03/2019 121 visualizações

 Uma mãozinha (de-obra)

 
Afirmo, sem medo de errar, que essa é a principal causa de transtornos nas obras - as pessoas que a executarão.
E aviso já: o stress é de mão dupla!
Vendo assim, antes de dar início e sem experiências anteriores parece que se seguirmos a lógica: indicação + prévio entendimento = sucesso, é algo simples de alcançar. 
Afinal (como sempre ouço), aquele cidadão foi super bem indicado pelo amigo do meu vizinho, tem um precinho excelente e pode começar imediatamente (sem falar nas promessas de prazo).
Mas cabe esclarecer que depois de tantos e tantos anos correndo obra, posso garantir que o amigo do seu vizinho esqueceu de te contar as mancadas e dores de cabeça e que o cara não vai cumprir ipsis litteris do que prometeu por um bom motivo: obras são entidades que não se curvam perante humanos e ainda por cima, mantêm acordo com alguma outra entidade controladora do clima.
E por mais que seu engenheiro, pedreiro, mestre-de-obras, assentador, eletricista e etc estejam de muito boa vontade, em algum momento, vai dar ruim.
Tudo ficará menos pior se você já souber que assim será.
O importante é que seja  contratado pessoal tecnicamente competente para aquilo que executará - de 'jeitinho' em 'jeitinho', sua obra vai virar uma confusão.
E que você realmente tenha visto e aprovado o serviço além do orçamento.
Indicações são ótimas se você realmente se certificar do que é ótimo para o seu projeto que foi pensado exclusivamente para você.
Não se constrói sonhos todo mês.
Não deixe o seu desmoronar pela ação de amadores.
Rua Barão de Piracicamirim, 1548 | Piracicaba SP Fone 19. 3375 1398 WhatsApp 19. 98450 0394